Um pouco sobre mim...

Minha foto
Curitiba, Paraná, Brazil
Professora de Educação Física formada pela Universidade Federal do Paraná em 2002, trabalho como Personal Trainer há 10 anos. Apaixonada pelos esportes gosto de estar sempre em contato com a natureza buscando o equilibrio entre o bem estar físico e mental. CONTATO: anapgavleta@yahoo.com.br

terça-feira, 15 de julho de 2014

A GENÉTICA FAZ ENGORDAR?


A predisposição genética para a obesidade realmente existe e é um fenômeno que envolve a  interação de mais de 250 genes. Parte das pessoas obesas têm uma alteração em determinado gene que leva à fome compulsiva e predileção por alimentos de elevado teor calórico, mas os fatores ambientais na maioria das vezes tem o  papel mais importante. 
Filhos de pais obesos tem 80% de chances de se tornarem gordos, principalmente pelos maus hábitos alimentares e passados de uma geração para outra.

As chances de uma criança se tornar um adulto obeso aumentam quando:

As mães engordam demais durante a gravidez
-  Ao completar um ano, o bebê pesa mais do que o triplo do que tinha ao nascer
 Bebês que dormem pouco ficam mais cansados e fazem menos atividades durante o dia, facilitando o acúmulo de gordura
 Crianças com mais de três anos ficam mais de oito horas por semana na frente da TV
 Aparecem gordurinhas localizadas antes dos quatro anos de idade
-  Se os pais são gordos, além da genética com propensão à obesidade, os filhos podem imitar seus maus hábitos.
-  O alto consumo de alimentos doces e gordurosos faz com que as células de gordura se desenvolvam antes. 
 Essas células vão aumentando de tamanho até que estouram e se multiplicam, o que resulta em ganho de peso.

Uma pessoa nunca perde as células de gordura que ganhou ao engordar. Quando emagrece, essas células murcham, mas permanecem no organismo. Se, após conquistar o peso ideal, a pessoa não der continuidade a uma dieta saudável, essas células vão novamente inchar e se multiplicar. Por isso é que é difícil emagrecer e manter-se magro.

Pare de culpar a genética: 

-  Para começar bem o dia deve-se tomar café-da-manhã e respeitar os horários das refeições seguintes, como almoço e jantar.
 - Não deve-se beliscar a toda hora nem ficar longos períodos em jejum.
 - Seguir uma dieta balanceada não é impossível porque nenhum alimento é proibido. O segredo é a moderação.
- Enquanto frutas e verduras devem ser consumidas diariamente, alimentos mais pesados, como pizza, batata frita e bolo de chocolate devem aparecer no prato só de vez quando.
 -:Por mais que os jogos eletrônicos sejam divertidos, é importante reservar um tempo para a prática de atividades físicas, como andar de bicicleta, jogar bola, dançar, se divertir com os amigos e os pais devem dar exemplo e estimular os filhos. 

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Qual o segredo da Definição Muscular ?

A maioria das pessoas que me procuram como Personal Trainer tem como objetivo obter definição muscular, principalmente as mulheres porque a maioria não quer ficar com o corpo "grande" ou muito musculoso e sim definido e "durinho". Mas eu vejo que ainda há muitas dúvidas e informações erradas de como se pode obter a tão sonhada "definição muscular". 
A primeira coisa a saber é que um corpo definido tem mais relação com a quantidade
de gordura que uma pessoa tem do que com a quantidade de músculos, você pode notar que algumas pessoas magras (principalmente os homens) não fazem nenhum exercício e mesmo assim tem um corpo definido, ao mesmo tempo que você nota também que algumas pessoas mais gordinhas se "matam" de treinar e mesmo assim não ficam definidas, não é? Isso acontece porque existe  gordura  entre o músculo e pele, então enquanto você não diminuir essa gordura o desenho dos músculos não vai aparecer.
Muito se fala em definição muscular e algumas pessoas até copiam treinos de amigos sem saber que o caminho para o corpo definido depende do "ponto de partida" de cada  um. Isso é, do biotipo de cada pessoa. 
Esse ponto de partida se chama Percentual de Gordura. 
Em geral para as mulheres o corpo começa a ficar definido dos 20% de gordura para baixo e para os homens dos 10% de gordura para baixo. 
Se você não sabe ao certo qual o seu percentual de gordura pode seguir essas dicas:

Pessoas com muita gordura: 
Devem dar prioridade para os exercícios aeróbicos para primeiro reduzir a quantidade de gordura corporal, os exercícios de força não devem ser deixados de lado pois também são importantes para acelerar o metabolismo mas você pode fazer esses exercícios em forma de circuito ou com bastante repetições e intervalos curtos. 

Pessoas com média quantidade de gordura:
Podem optar por um treino meio a meio, dando ênfase igual para exercícios aeróbicos e exercícios de força de forma que ao mesmo tempo que a gordura reduz os músculos crescem. Os treinos funcionais, cross fit e treinamentos intervalados são excelentes opções. 

Pessoas com baixa quantidade de gordura:
A prioridade para quem tem pouca gordura corporal é focar nos exercícios de força, com mais carga e menos repetições. 

Se você é assim precisa ter um cuidado um pouco maior com os exercícios aeróbicos pois o corpo pode acabar usando seus músculos como combustível para poupar a pouca quantidade de gordura que você tem. 

Uma boa saída para que isso não aconteça é fazer com que todo o combustível usado nos seus treinamentos venha da alimentação ou de suplementos alimentares. 



Vale lembrar que para tudo isso uma alimentação adequada é primordial e otimiza muito os resultados.  O sal por exemplo retém liquido no corpo deixando a pessoa mais inchada, então deve ser usado em pequena quantidade. 
O ideal é consultar um nutricionista para que você consiga combinar de forma adequada sua dieta com os exercícios. 
Bons Treinos!!
Ana Paula Gavleta  (anapgavleta@yahoo.com.br)


domingo, 1 de junho de 2014

VANTAGENS DE FAZER EXERCÍCIOS NO INVERNO

Com o frio chegando a vontade de ficar só em casa no sofá embaixo do cobertor aumenta, mas isso pode não  ser  uma boa  ideia  neste período, por isso vamos ver bons motivos para você não parar de se exercitar no frio: 

VANTAGENS DE FAZER EXERCÍCIOS NO INVERNO:

- Fazer exercícios no frio pode aumentar em até 30% a queima de calorias:
As mudanças fisiológicas  do frio podem potencializar os exercícios e aumentar as atividades do organismo. Estudos indicam que o corpo precisa trabalhar mais para gerar calor durante os exercícios no frio, aumentando o gasto calórico.

- Você tem mais tempo para se preparar para o verão:
Se você estiver  treinando no inverno terá mais tempo para alcançar aquele corpo desejado no verão. Se você perder  1 Kg por mês por exemplo, contando de junho  a dezembro você chegará   6  kg mais magro no verão!  Quanto mais tempo se exercitando melhor os resultados, e se você precisar parar de se exercitar para viajar no verão ainda poderá manter os resultados por mais tempo!

- Ajuda você a não engordar no frio:
É normal que no frio a gente sinta mais  vontade de comer alimentos  calóricos como chocolates, fondue e queijos por exemplo. Se exercitar ajuda a manter o corpo aquecido o que diminui a vontade de comer como forma de se aquecer  e ainda gasta as calorias do que você abusar.



- Melhora o humor:
Nestes dias frios, chuvosos e cinzentos pode bater um desânimo,  uma sensação de tristeza e mau humor.  Se exercitar aumenta os níveis de endorfina e serotonina  no corpo trazendo uma grande sensação de bem estar. O mais difícil é ir até a academia, mas você vai ver que depois  de um bom treino seu humor estará bem melhor.

- Evita dores musculares e articulares:
Com a queda da temperatura  as vezes sem perceber ficamos mais encolhidos e contraídos. Isso pode causar sensação de cansaço e dores no corpo. Se movimentar durante os exercícios ajuda  a descontrair os músculos  e aquecer o corpo melhorando essas dores.
- Você transpira menos:
No calor suamos mais para regular a temperatura interna o que as vezes é muito incômodo. No inverno a transpiração  diminui tornando o treino mais agradável.

- Você  mantém sua imunidade alta:
Nesta época de frio ficamos mais suscetíveis  a gripes, resfriados e outras doenças. A prática de exercícios regular aumenta a resistência orgânica do indivíduo nos deixando menos vulneráveis  a doenças.

- Seu desempenho pode melhorar:
Nos dias muito quentes o corpo se desgasta  mais rápido durante os exercícios. Treinar no frio pode ser uma boa vantagem para você conseguir um melhor desempenho físico.

- Você não perde tudo o que já conquistou:

Quem quer ficar em forma tem que se exercitar sempre. Se você parar durante o inverno irá perder boa parte do que já conquistou incluindo seu condicionamento  físico e massa muscular e quando voltar terá que começar tudo de novo...


Acho que agora você já tem muitos bons motivos para não parar de se exercitar no inverno!! Bons treinos

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Lavar louça gasta calorias, sabia?



Nos últimos dias tenho visto uma enorme discussão sobre um estudo que mostra que ficar em pé gasta mais calorias do que ficar sentado e o que me impressiona é que muitas pessoas encaram isso como uma novidade, como uma "descoberta". 
Nosso corpo usa calorias como energia o dia todo, a cada minuto, cada segundo!   Só para nos manter vivos nosso corpo necessita de energia e usa calorias. Só que diferentes atividades tem diferentes gastos, então qualquer atividade física que você acrescente em sua vida o ajudará a gastar mais calorias. 
Algumas vezes, pessoas que tem um dia agitado, que sobem e descem escadas, que ficam muito em pé tem um gasto calórico maior do que aqueles de ficam sentados o dia todo e no fim do dia vão  pra academia de carro e fazem 30 minutos de esteira. Veja o gasto calórico de alguns esportes e algumas atividades simples do dia a dia. Acredite, até beijar gasta calorias!!! Esse cálculo é para uma pessoa de em média 70 kg. 


Andando de bicicleta180 a 300/hora
Balé8 kcal/min
Basquete10 kcal/min
Beijando8 kcal/min
Beijar e fazer carícias60 kcal/hora
Boxe11 kcal/min
Caminhada5,5 kcal/min
Caminhando rápido520 kcal/hora
Caminhar devagar240 kcal/hora
Carregando bebê141 kcal/hora
Capoeira12 kcal/min
Ciclismo6 kcal/min
Compra no Supermercado270 kcal/hora
Corrida10 kcal/min
Corrida500 a 900 kcal/hora
Cozinhar168 kcal/hora
Dança de Salão3,5 kcal/min
Dançando rápido605 kcal/hora
Deitado77 kcal/hora
Digitando95 kcal/hora
Dormindo60 kcal/hora
Escrever10 a 20 kcal/hora
Esqui aquático11 kcal/min
Esqui na neve7,5 kcal/min
Estudar120 kcal/hora
Exercício leve310 kcal/hora
Falando ao telefone85 kcal/hora
Fazer amor190 kcal/hora
Ficar de pé130 kcal/hora
Futebol9 kcal/min
Ginástica aeróbica6 kcal/min
Ginástica olímpica6 kcal/min
Golfe3 kcal/min
Handebol10 kcal/min
Hidroginástica6 kcal/min
Jiu-jitsu12 kcal/min
Jogando vídeo game108 kcal/hora
Jogar futebol580 kcal/hora
Judô12 kcal/min
Lavar louça60 kcal/hora
Limpeza de casa300 kcal/hora
Mountain bike12 kcal/min
Musculação5 kcal/min
Natação9 kcal/min
Natação500 kcal/hora
Pintar casa160 kcal/h
Remo11 kcal/min
Squash13 kcal/min
Subir escada1000 kcal/hora
Surfe8 kcal/min
Tênis8 kcal/min
Trabalhar leve em pé150 kcal/hora
Trabalho mental casa60 kcal/hora
Vôlei6 kcal/min
Windsurf7 kcal/min